• Registo dos consumos por origem;
  • Caracterização dos meios de extração/captação;
  • Tipo de tratamento e resíduos gerados;
  • Caracterização das descargas e emissões de águas residuais;
  • Licenças de utilização do domínio hídrico para captação/rejeição de águas;
  • Licença de ligação à rede urbana;
  • Análises físico-químicas das águas, parâmetros e periodicidade, constantes nas licenças;
  • Comunicação periódica dos resultados do auto-controlo às entidades correspondentes;
  • Projetos de drenagem de águas residuais e pluviais;
  • Projetos de abastecimento de águas;